sábado, 26 de junho de 2010

Tenho sentido falta de tanta coisa, de tantos alguéns. Odeio essa parte dos meus pensamentos. Relembrar o que não posso ter novamente. Estou odiando sentir falta de um amigo, aquele que passava tardes de sábado comigo conversando, alternando sempre quem deitava no ombro ou colo de quem, do amigo que me alegrava sempre e me fazia sorrir e gargalhar até eu perder o ar. Tenho saudade de ter um amigo homem e odeio admitir isso. Odeio minha capacidade única e inata de sentir vazio existencial em pleno sábado á noite!
-
"Ultimamente eu tenho sido bombardeada milhares de vezes por mim mesma."

Um comentário:

  1. Ai linda, não é só vc... =/

    (suspiro)

    Beijo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, voltem sempre! :)